26 de fev de 2011

APOSTASIA

Quando Policarpo, pastor de Esmirna, foi chamado a prestar declarações no tribunal sobre a sua adoração ao Senhor Jesus, o procônsul não esperava que, diante de tantas ameaças, ele continuasse inabalável. Mostrou-lhe que havia feras famintas para devorá-lo e fogo para queimá-lo, caso ele negasse a soberania de César e declarasse que Jesus era Senhor. A multidão estava muda, atônita. Será que Policarpo seria mais um que negaria seu Senhor? Renunciaria a fé? Policarpo então, com toda a força dos seus pulmões, numa última pregação, falou ao procônsul e à multidão: "Tenho servido ao meu Senhor há 86 anos e nunca me fez nada que me decepcionasse. Como posso blasfemar ao meu Rei que me salvou?" Na hora do seu martírio, Policarpo dava glória ao Senhor porque, agora, tornara-se um dos mártires de Cristo.

7 de fev de 2011

FAMA
No auge de sua popularidade, criatividade e riqueza, os Beatles produziram um projeto controvertido chamado "O Álbum Branco". Já sinalizavam o rompimento da banda, exibindo composições individuais em vez de parcerias. O projeto também revelou uma desilusão crescente com os resultados advindos da fama. John Lennon expressou em sua canção "I'm so tired" (Estou tão cansado) o vazio causado pela vida "bem-sucedida" e afluente com estas palavras de cunho profundo: "Eu lhe daria tudo que consegui por  um pouco de paz mental". Tudo o que tinha, tudo que havia realizado, tudo o que se tornara não satisfazia essa simples, todavia profunda, necessidade pessoal. O mundo em que vivemos não pode oferecer paz. Oferece apenas poucas opções. Prazer, poder e posses não substituem a paz do coração e paz mental. Paulo lembrou os crentes em Filipos: "E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus" (Filipenses 4:7). Esta é a paz que Deus traz àqueles que foram reconciliados com Ele, pela fé em Seu Filho Jesus (Efésios 2:14-16). É a paz que devemos compartilhar com um mundo que a busca desesperadamente. az, a paz verdadeira encontra-se somente em um relacionamento com Jesus. Você já recebeu a Sua paz?
W. E. C

1 de fev de 2011

ANSIEDADE

Um pai estava construindo uma casa e pediu a seu filho que lhe ajudasse. - "Filho, traga-me aquelas pedras grandes para que eu possa seguir edificando" - lhe disse. O filho saiu para cumprir a ordem do seu pai, mas suas forças eram poucas para levantar as pedras. Voltou e disse ao seu pai que não podia, que eram muito pesadas. O pai insistiu, dizendo: - "Filho, prova com todas as tuas forças e verás que vais conseguir." - "Pai, já tentei com todas minhas forças e não consegui! - Tenta outra vez, insistiu o pai, mas agora com todas as tuas forças". O jovem, obediente, voltou ao lugar onde estavam as pedras, se esforçou ao máximo, experimentou com todas as pedras, mas não conseguiu com nenhuma. - "Pai" - disse ele com lágrimas nos olhos. "Provei com todas as minhas forças e não consegui. Sinto muito, mas não posso!" - "Filho" - respondeu o pai -, "eu te disse que provasses com todas as tuas forças. Todas as tuas forças são as tuas forças mais as minhas. Em nenhum momento pediste que eu te ajudasse..." Freqüentemente isso acontece com os desafios da vida frente às tarefas que temos que realizar. Dizemos que não podemos e nos sentimos fracos. O Senhor insiste que provemos com todas as nossas forças, mas muitas vezes nos esquecemos de pedir a ajuda de Deus. Deus não espera que solucionemos nossos problemas sem Sua ajuda. Ele está à nossa disposição em todos os momentos.